Jávea.com | Xàbia.com
Pesquisar um artigo

Populares Xàbia anuncia os afetos do novo regulamento de Costas aos vizinhos

Abril 06 da 2022 - 09: 50

Na passada segunda-feira, realizou-se uma reunião convocada pelo Partido Popular na Comissão local do Festival de Loreto, na qual foi explicado aos cinquenta participantes como afetará a modificação do regulamento do litoral.

O porta-voz do PP de Xàbia, Rosa Cardona, valoriza positivamente o encontro, "porque os moradores do município afetados pelas mudanças que se pretendem realizar, já estão cientes da situação em que se encontra o litoral de Xabiera, suas casas e seus negócios".

Do PP, eles foram muito gratos à Associação de Platges Nord de Dénia por ter explicado o problema em primeira pessoa, as causas e consequências da demarcação do domínio público marítimo-terrestre, bem como tudo o que foi feito e tudo o que falta fazer.

Como resultado da reunião e descobrindo o problema, os vizinhos afetados estão se unindo para formar uma Associação de moradores de Xàbia afetados pela modificação dos Regulamentos da Costa.

Após as apresentações de Rosa Cardona, porta-voz do Partido Popular de Xàbia e os membros da Associação de Platges Nord de Dénia, concluiu-se que as prioridades são:

  • Restaurar o fluxo de sedimentos, regenerar e manter o litoral de Xàbia, natural ou artificialmente, com as contribuições que não chegam ao mar para que cumpram sua função de proteger a costa.
  • Paralisar a aprovação da nova modificação do Regulamento Costeiro, especialmente no que diz respeito aos novos critérios que serão implementados para a delimitação do domínio público, e que são os seguintes:
  • Que a delimitação do domínio público seja fixada no espaço até onde a onda do mar atingiu apenas uma vez.
  • Que se elimine a possibilidade de rever os limites em direção ao mar se as ondas não atingirem uma área em 50 anos.
  • Que sejam eliminadas as referências às obras de conservação, reparação ou melhoramento das obras que permanecem no DMPT.
  • Que os passeios deixaram de ser uma fronteira fixa da orla marítima.
  • Que as construções ficarão de fora do planejamento e deverão requerer concessão por um prazo máximo de 75 anos e se tornarão patrimônio público do Estado.
  • E mesmo assim, não serão concedidas concessões ou prorrogações para obras que possam ter certo risco de serem alcançadas pelo mar.
  • Exigir que o Ministério da Transição Ecológica cumpra com seus poderes de Costas e Ambiente Marinho para realizar a execução de projetos de regeneração e manutenção na costa de Xàbia.
  • Que seja eliminada a concessão administrativa como forma de compensação por ser afetada por servidões e domínio público e que haja compensação financeira.
  • Que as cidades e núcleos históricos, tradicionais e consolidados, como o Bairro de Triana e o Passeio.

Por fim, Cardona quis destacar que se algum vizinho não puder comparecer à reunião e estiver interessado em obter informações, pode entrar em contato através do e-mail Partidopopularxabia@gmail.com

Deixe um comentário

    28.803
    1.973
    8.829
    770