Jávea.com | Xàbia.com
Pesquisar um artigo

Os artesãos homenageados na Marina Alta de Fira

Novembro 19 da 2019 - 23: 40

O gerente do MACMA, Jovi Lozano-Seser, inaugurou a quinta feira regional que este ano contou com a presença do diretor geral de turismo, Herick Campos, que valorizou a importância de uma reunião estratégica que reúna todas as cidades da região A mesma estrutura de promoção e colaboração.

Jovi Lozano iniciou o discurso referente a anos atrás, "el evento viene precedido por la pionera feria turística comarcal de 2015, la de temática gastronómica de 2016, la de los vinos de 2017 y la de homenaje al paisaje de la Marina Alta de 2018: heterogéneas y celebradas citas en las que ya se trazaron las directrices para potenciar la comarca por medio del lema La Marina Alta con los 5 sentidos".

La V Feira Marina Alta com os sentidos 5: «O toque»: know-how, artesanato e artesãos reuniu-se durante os dias 9 e 10 de novembro, no Prado de Ondara, nos estandes dos municípios de Pego, Poblets, Benitatxell, Dénia, Beniarbeig, Orba, Xàbia, Benidoleig, Ondara, Teulada-Moraira, La Vall de Laguar, Castell de Castells, El Verger, Gata de Gorgos, bem como os da rota Riuraus, IECMA e Pego e Les Valls Commonwealth.

O recinto também recebeu a exposição de fotografia "Mans d'artesanes" cortesia do Centre d'Artesania CV, bem como a exposição de ilustradores e ilustradores da Marina Alta. O MACMA e o Grup d'Acció Local de Muntanya d'Alacant, organizadores do fórum, também tiveram seu próprio stand. E foi o fórum que foi o palco principal, onde no sábado se refletiu sobre o tema deste ano, através de apresentações e apresentações como a do chef Evarist Miralles, do restaurante Cavall Verd, do Vall de Laguar ou do Col·lectiu Pedra i Calç, que apresentou o livro Pedra i Calç.

Além disso, um dos principais pontos do dia foi a apresentação e assinatura pelos prefeitos presentes do Pacto regional “Carta del Paisatge i de la Pedra Seca". A tarde de sábado foi ocupada pelo fórum regional O paisatge de pedra seca. Reptos e oportunidades de futur, em que participaram a arquiteta Ivana Ponsoda, o Comarcal d'Amics i Amigues do Vall de Gallinera, a Associação Pego Viu, o Mancomunitat de la Vall de Pop, a GAL Muntanya d'Alacant e o MACMA. Património de que Núria Gómez Bolufer abordou na sua intervenção o potencial do recurso do pedra seca, um panorama do futuro que foi estudado na mesa redonda subsequente.

No domingo seguinte, ele teve uma abordagem mais divertida com atividades como a rota urbana Picapedros, ferrers e muitosans. Os escritórios que elaboram els pobles, guiado por Vicente Ortuño, arquiteto, geógrafo e fundador do MACMA, o contador de histórias Rogeta, l'ovella guirra, em Càrec del Col·lectiu Esquellana-Tramussera, uma apresentação gastronômica do chef e ideólogo Pep Romany, uma degustação de seitan com produtos valencianos pelo restaurante vegan Tribes do El Poble Nou de Benitachell e a apresentação do projeto de turismo de pesca em Jávea , Viagem e sensação.

'Fet a mà, fet a la Marina'

No entanto, o destaque do dia foi a feira de artesanato Vamos lá, vamos lá Marina: uma iniciativa da MACMA que reuniu as posições da 26 de empresas e produtores artesanais e produtores regionais e que visa ser a base de um projeto global de coesão do artesanato da Marina Alta. Já à tarde, a mesa-redonda Em sabres femininos e invisíveis, com as benisseras Belén Ivars Ribes e Carmen Ivars Jiménez moderadas por Nuria Gómez Bolufer, fechou a programação do fórum.

Também deve ser mencionado que, durante o fim de semana, o estande da Orba realizou oficinas de barro, enquanto Ondara realizou oficinas de bola valencianas. Em resumo, uma vitrine e um final de semana dinâmico e diversificado para representar a maior parte do artesanato regional e obras tradicionais que consolidaram nesta quinta edição o caráter aglutinante da Feira Marina Alta e que representam uma pedra na margem da vertebração regional que o MACMA representa.

Deixe um comentário