Jávea.com | Xàbia.com
Pesquisar um artigo

Rosa Cardona: "Encontrei muitas surpresas, inclusive o bloqueio dos 50 milhões do banco"

25 Julho 2023 - 12: 40

Após um mês de posse, a primeira prefeita de Xàbia, a popular Rosa Cardona, concede entrevista a esta mídia para saber qual é o saldo de seus primeiros 30 dias de governo, após 12 anos no PSOE que comandou o Ayuntamiento xabiero.

Cardona assume as rédeas da Câmara Municipal com sua primeira legislatura, embora não o faça sozinho, mas junto com os vereadores de Ciudadanos por Jávea e VOX; um governo de coalizão com um objetivo comum "trabalhar, trabalhar e trabalhar para Xàbia".

PERGUNTAR. Faz um mês que você assumiu o cargo de prefeita... que balanço você faria desses primeiros 30 dias de governo?

RESPOSTA Foi um mês de muitas horas de expediente e de muitas reuniões para poder apurar a real situação da Câmara Municipal e não aquela que nos foi transmitida publicamente, o que nos tem trazido muitas surpresas.

A título de exemplo, deparamo-nos com um orçamento alargado que não foi liquidado com as rubricas totalmente esgotadas e no qual, felizmente, temos um saldo de 50 milhões de euros no banco; mas, infelizmente, esse dinheiro está fiscalmente bloqueado e não pode ser usado até que o orçamento seja resolvido. Quer dizer que não podemos dispor desse dinheiro, o que nos leva a não conseguir fazer investimentos, não conseguir cumprir o que foi prometido pelo governo anterior tais como eventos culturais planejados e anunciados por falta de procedimento administrativo correspondente e a conseqüente reserva orçamentária.

Desta forma, uma Câmara Municipal não pode ser gerida se não houver dinheiro e neste momento o dinheiro não pode ser gasto.

P. O fato de um tripartido ter sido formado para mudar o governo de Xàbia foi um tanto criticado e mais ainda com a incorporação da VOX a esse governo, você acha que o público está errado?

R. Sim, conheci o José Marcos. Conheci Ciudadanos por Jávea, Mavi e Juan Ortolá trabalhando; os três são pessoas daqui, que querem o melhor para seus vizinhos e para Xàbia. As urnas e os vizinhos pediram uma mudança e esta é uma mudança. Mostraram-me a responsabilidade de assumir e tomar decisões tão difíceis quanto necessárias, desde que cumpram a lei e em benefício dos nossos cidadãos. Então eles estão facilitando muito as coisas para nós e com muita camaradagem para podermos seguir em frente com os problemas que encontramos.

P. Se você puder descobrir, que 'surpresas' você encontrou da equipe do governo anterior?

R. Bem, além do anunciado anteriormente de ter o dinheiro bloqueado; Tem sido a falta de visão, planejamento e gestão. Se isso tivesse sido feito corretamente, não estaríamos hoje na situação de não podermos ter recursos financeiros para realizar os serviços e poderes municipais daqui até o final do ano.

No que diz respeito às surpresas nos projetos, refira-se que a piscina estava prevista para ir adiante e neste momento não estão implementados os procedimentos corretos quanto à alteração deste projeto, ou, por exemplo, o projeto do Farol, que apresentava deficiências técnicas nas especificações. Bem, todas essas coisas impedem a conformidade normal. Não vamos deixar as coisas pela metade. O que o governo anterior começou tem que terminar, as coisas não ficam pela metade. Mas para fazer as coisas bem, há momentos em que você deve parar, parar, corrigir e reparar, e depois continuar e terminar.

P. Tomando as rédeas do seu governo, qual foi a primeira gestão que você realizou para fazer uma mudança em Xàbia?

R. Para fazer uma mudança em Xàbia, a primeira coisa que decidimos foi reorganizar o problema departamental em Recursos Humanos. A falta de pessoal está nos levando a um bloqueio total e absoluto da gestão municipal. Este problema deve ser reparado e disponibilizados recursos humanos a cada um dos departamentos para que possam trabalhar e assim desbloquear a gestão administrativa que existe neste momento. Feito esse desbloqueio, assim como o bloqueio orçamentário, poderemos realizar nosso programa de governo e oferecer resultados à cidadania, com o que nos comprometemos.

P. Com o pacto do governo com a CpJ e a VOX, terá havido muitas negociações para compartilhar a linha de trabalho. Que projetos estão previstos para os próximos quatro anos?

R. A prioridade e primeiro projecto desta equipa governamental é terminar o que está a meio ou abandonado: piscina, auditório, Casa Candelária, parque industrial. Mas sobretudo temos de reorganizar a situação interna da Câmara Municipal e resolver o problema do emissário, para já vamos solicitar a mudança de local, bem como a instalação na estação de tratamento da terceira fase de tratamento que nos permitirá finalmente conseguir água limpa e que as descargas do emissário estejam totalmente garantidas.

P. Na campanha eleitoral, entre as propostas e projetos, você anunciou a mudança de significado do primeiro Montañar. Será que finalmente vai acontecer? Qual é o objetivo desta medida?

R. Sim, claro, é verdade. O sentido de circulação da Primeira Montañar será alterado, de Arenal para Puerto. Esta medida foi solicitada pelos comerciantes de Duanes de la Mar, pois tiveram prejuízos econômicos significativos devido a esse fato. Mas também, o grupo nos enviou esse acesso ao Arenal Beach É fácil de qualquer ponto de Xàbia, mas, por outro lado, não há sinalização clara para chegar ao porto nº. Desde a entrada da vila pode-se chegar a Arenal seja por Camí Cabanes ou pela Avenida del Plà, mas se entrar no centro histórico, o turista fica imerso numa série de ruas ou rotundas que não facilitam o acesso a este núcleo urbano.

Por isso, já coordenamos com a Polícia Local para que façam as denúncias necessárias e instalem sinalização correta para que todos possam chegar a Duanes de qualquer ponto.

Assim, a primeira medida será mudar o sentido do trânsito, mas sobretudo garantir a segurança pedonal, e que iremos trabalhar com a Direção Geral de Costas.

Devo também destacar que pretendo me encontrar com Costas para iniciar conversas sobre o projeto do calçadão Primer Montañar. Um projeto para o qual se devem ter em conta as principais ações, como a canalização das habitações desta zona antes de iniciar qualquer outro investimento relevante.

P. Por falar em mudanças, não ocorreu apenas em Xàbia, mas também no governo regional, na Generalitat, neste caso, a seu favor. Os dois do PP, você acha que agora algumas mudanças importantes podem ser alcançadas na cidade? O que você planeja levar à Generalitat para agir em favor de Xàbia?

R. Vamos reivindicar da Generalitat todas as escolas de Xàbia que estão em situação de deficiência: salas de aula, ginásio e também o Graüll. Por outro lado, na Direção Geral de Águas vamos solicitar a terceira fase da estação de tratamento para alcançar o Ciclo Integral da Água. E a nível nacional, que seja realizado o acesso rodoviário a Xàbia, que seja feito um plano de regeneração e proteção da costa, que atuem no quartel da Guarda Civil.

P. Com base no que ficou pendente ao longo dos 12 anos de governo do PSOE, a nova equipa governamental vai continuar com os projectos e linhas de trabalho iniciadas ou haverá alguma alteração ou paralisação?

R. Sim, claro. O que começou vai continuar, não vamos deixar as coisas pela metade, mas se tiver que desfazer para fazer direito, faremos. Queremos que os projetos realizados cumpram e tenham todas as condições adequadas e atualizadas.

P. Segurança e limpeza são dois pontos muito criticados por você estar na oposição, quais foram as primeiras medidas tomadas para mudar esta questão?

R. A primeira providência que tomei nesta matéria foi logo no dia seguinte à minha posse e coincidiu com o dia seguinte ao de Quintaes. Percebi que a coordenação entre segurança cidadã, limpeza e festas não havia sido planejada. Portanto, a primeira coisa foi convocar uma reunião para reorganizar os três departamentos e poder terminar as festividades de Fogueres da maneira mais ordeira possível e tudo coordenado para que a cidade apresentasse sua melhor imagem.

Q. No aspecto urbanístico, a aprovação do PGE do PSOE não foi inteiramente aceita pela oposição; Que política você vai realizar agora neste assunto?

R. O acesso a Xàbia deve ser modificado no Plano Geral. Não é possível que a entrada pela Gata de Gorgos seja um caos todos os dias quando se chega à rotunda no cruzamento com a Benitatxell. Portanto, uma rotatória na altura do Pólo Industrial deve ser incorporada ao Plano Geral para poder desviar o tráfego para as urbanizações e o Arenal ao longo do Camí Cabanes. E então, quem precisar entrar na cidade ou Duanes poderá acessar pela estrada atual.

Por outro lado, a questão da Habitação Pública não está bem prevista no Plano Geral e deve ser resolvida devido à falta de habitação para os nossos jovens, bem como à falta de infra-estruturas desportivas. Precisamos de casas para já, não para daqui a dez anos, que é o que consta no documento aprovado.

P. Em seu discurso de posse, você destacou o trabalho em uma política social, próxima da cidadania e dos grupos, o que ou quais ações foram implementadas para isso?

R. A política social que queremos fazer não será possível sem a Câmara Municipal e um orçamento organizados. Embora deva ser notado que o Departamento de Serviços sociais Está funcionando normalmente e exemplar. A equipe está 100% presente para atender todas as necessidades do município e das famílias que precisam.

P. Finalmente, até hoje, e com apenas um mês no comando de Xàbia, qual é o seu desejo nesta legislatura para o município?

R. Meu desejo é resolver os problemas que temos atualmente em relação a alocações de pessoal e orçamentárias para executar o programa de governo que planejamos, para cumprir os poderes municipais. E uma vez que tenhamos fortalecido a equipe humana desta Câmara Municipal, poderemos realizar o programa e atender às necessidades de nossos vizinhos.

5 Comentários
  1. ramon diz:

    Vai sobrar um dinheirinho para limpar a rua Atenas

  2. Mercedes diz:

    Minha pergunta ainda é sobre as lixeiras - as antigas foram arrombadas; os novos tem que sujar a mão pra abrir!!!- pioraram de qualidade. Nos recipientes de plástico (os amarelos) é difícil colocar coisas com os recipientes, os buracos são muito pequenos!

    As árvores que foram derrubadas e removidas em Ave dels Furs no porto... Elas serão restauradas? Alguém da prefeitura veio passear por aquela rua no verão sem sombra depois da amputação de nossas árvores?

    Plantam-se laranjeiras, que vão ficar muito bonitas, mas são pequenas, não dão sombra, sujam as ruas, demoram a crescer e só servem para atrair vespas.

    Nunca antes a alfândega esteve tão suja e degradada como no ano passado. Cheira a urina, não se limpa com água com tanta frequência como antigamente, as calçadas são lamentáveis, já torci o pé várias vezes de tão abandonado que está.

    Eles removem a taxa de lixo e não é limpo? Não entendo.

    Saudações de um vizinho da Alfândega

  3. Bego diz:

    E o El Arenal? Só paga impostos? Como eles são sem vergonha...

  4. ramon diz:

    Não é de estranhar que a antiga Câmara Municipal não tenha sido eficaz, descaso de algumas zonas como a rua Atenas em total abandono sem postes de iluminação pavimento em péssimo estado ramos que invadem a via tanto nesta rua como na continuação para a enseada branca. venha ver o estado lamentável e faça alguma coisa

  5. Sergio diz:

    Eu iria a um juiz, talvez alguém tenha feito coisas muito ruins.


28.803
0
9.411
1.010