Jávea.com | Xàbia.com
Pesquisar um artigo

O escritor Lorenzo Silva recebe o prêmio La Criminala de Xàbia Negra 2023

Novembro 08 da 2023 - 10: 21

O festival Xàbia Negra encerrou sua sexta edição no último domingo. Um evento que registou uma enorme adesão de público durante os três dias em cada uma das atividades programadas. Um dos acontecimentos mais marcantes foi quando o escritor Lorenzo Silva recebeu, das mãos do prefeito Rosa Cardona, a entrega do prêmio La Criminala.

Prêmio La Criminala

Este prémio reconhece a contribuição para o género policial do criador do casal de guardas civis Bevilacqua e Chamorro, dos quais foram publicados 13 romances, e uma obra total de 83 livros, que lhe valeram, entre outros, o Nadal, o Planeta ou o Olho Crítico.

Além disso, Silva dirige há 14 anos um dos maiores festivais culturais do nosso país, o Getafe Negro. A entrega e posterior conversa aconteceram na Casa da Cultura, que reuniu mais de uma centena de pessoas.

"Estou encantado. Não recebo tantos reconhecimentos como se pensa, mas na Comunidade Valenciana sou especialmente querido e estou grato por este prémio, que se soma, por exemplo, ao de Valencia Negra. Levei de Xàbia uma grande experiência e uma memória indelével, pela qual agradeço ao Ayuntamiento e à organização do evento”, afirmou o premiado romancista.

Batalha de escritores

Além de Lorenzo Silva, outros autores como Ramón Palomar, Elisa Ferrer, Paz Velasco, Noemí Trujillo, Vicente Garrido, María Suré, Joan Carles Ventura, Salva Alemany e Virgilio Latorre participaram da sexta edição do festival de romances policiais.

A criminóloga Paz Velasco foi a vencedora da batalha dos escritores, da qual também participaram Elisa Ferrer, Salva Alemany e Joan Carles Ventura.

Aumento de audiência

Depois de uma edição anterior que duplicou a participação no festival, a sexta edição do Xàbia Negra teve um aumento de 50% no público, passando de 400 para mais de 600 pessoas nas diferentes atividades organizadas entre sexta e domingo. Encontros com autores, clubes de leitura, vermute literário, batalha de escritores e competição de curtas-metragens. Estes números representam um salto quantitativo no apoio público a esta festa, que se celebra no outono para diversificar a oferta turística do concelho.

A prefeita de Xàbia, Rosa Cardona, fez um “avaliação muito positiva de uma edição que nos trouxe três dias muito intensos aos quais o público local respondeu com entusiasmo. “Queremos expressar a nossa gratidão a todas as pessoas e grupos envolvidos no festival durante estes três dias.”

Prêmios de histórias e curtas-metragens

Além do prêmio La Criminala, o festival distribuiu outros prêmios. Em primeiro lugar, o Concursos de histórias em espanhol e valenciano organizado pela IES Antonio Llidó e pela IES La Mar de Xàbia, que foram entregues pela vencedora do prêmio Tusquets, Elisa Ferrer, às estudantes Carmen Bas Vidal e Ana Robles López.

No Competição de Curtas-Metragens pela Escola de Cinema Riu Rau, o prêmio foi para a equipe formada por Victoria Barona, Aiala Mendizábal e Lorena Watt, com o curta intitulado BlasfemmeFatale. O júri premiou esta obra pelo seu conteúdo fresco e original, distante das convenções do gênero.

A aposta em projetos culturais de interesse

La Vereadora da Cultura Xàbia, Mavi Pérez Font também avaliou esta sexta edição do Xàbia Negra de forma muito positiva. “Estamos muito felizes com o nível desta edição e com a presença no festival. Continuamos focados em projetos culturais de interesse para os cidadãos”, afirmou Pérez.

Por sua vez, Santiago Álvarez, diretor do concurso, destacou que “Xàbia é sem dúvida uma cidade muito especial. As gentes, o clima, o património desta vila enquadram-se na proposta fresca, interessante e divertida que propomos nesta edição. Acreditamos que, independentemente do nível dos convidados ser excelente, o festival ainda pode evoluir e reunir outras iniciativas do município, servindo-lhes de plataforma cultural.”

Deixe um comentário

    28.803
    0
    9.411
    1.010