Jávea.com | Xàbia.com
Pesquisar um artigo

Um ex-deputado da Duma estatal russa é detido em Marina Alta por desvio de fundos públicos

Maio 01 da 2020 - 12: 44

A Guarda Civil, no âmbito da operação "COMPARSA", começou a prender um ex-deputado da Duma estatal russa como resultado da execução de um OID emitido pelas autoridades russas pela Interpol quando ele foi acusado de um crime de peculato de fundos públicos destinados a concurso público para um projeto que nunca terminou.

O detido é um ex-deputado da Duma do Estado, que também ocupou o cargo de vice-primeiro ministro de uma importante região russa, cidade natal de um ex-líder da União Soviética (URSS).

Crime organizado russo

Como as autoridades russas emitiram uma Ordem Internacional de Detenção e Extradição emitida pela Interpol, a Guarda Civil iniciou uma investigação, durante o primeiro trimestre do ano, para descobrir a identidade dessa pessoa. Como resultado, os agentes colocaram essa pessoa em uma pequena cidade na Marina Alta, que eles preferem manter em segredo.

No decorrer da investigação, devido à situação emergencial de saúde pública causada pelo COVID-19, é importante destacar a dificuldade que os agentes tiveram, pois exigiram implantações especiais, o que dificultou bastante as medidas adotadas.

Após sua prisão, ele foi colocado à disposição do Tribunal Central de Investigação em serviço como guarda do Tribunal Nacional.

Costa Blanca

A região do Mediterrâneo continua sendo um dos destinos favoritos de organizações criminosas com alto poder de compra e também de indivíduos com processos pendentes em seus respectivos países de origem.

O clima e a qualidade de vida são uma atração que poucos países podem oferecer, juntamente com as características fornecidas por certas áreas geográficas isoladas, de "Alto nível" e com uma alta porcentagem de estrangeiros, eles são o cenário ideal para continuar suas vidas mantendo um "perfil baixo" e evitando a detecção.

Nesse caso, ele selecionou um município pequeno e discreto na costa de Alicante, onde tentou passar despercebido, desfrutando de um alto padrão de vida, fazendo investimentos imobiliários.

As operações realizadas nos últimos anos no campo do crime organizado russo, juntamente com o extenso destacamento territorial da Guarda Civil, possibilitam detectar a presença desses indivíduos.

A operação foi realizada pelo Grupo de Informação do Comando de Alicante e pelo Escritório de Informação da Guarda Civil, em coordenação com a equipe da OIC da Guarda Civil.

Deixe um comentário

    27.784
    1.839
    7.058
    554
    Utilizamos cookies próprios e de terceiros para oferecer publicidade personalizada e coletar dados estatísticos. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita nossos política de biscoitos.